A Visão de Olympio no alto do Marumby!

   

   Passados 135 anos da conquista histórica de Joaquim Olympio “Carmeliano” de Miranda com seus companheiros penso aqui comigo o que levou o grupo a esta empreitada e lembro dos tempos da minha juventude e o que fez com que eu e meus companheiros escalássemos o Marumbi pela primeira vez.
   Na época de Olympio os homens caminhavam muito mais do que hoje e certamente tinham por hábito um melhor convívio com a natureza, mas as encostas do Marumbi são abruptas e perigosas até os dias de hoje, apesar dos caminhos estarem todos abertos, sinalizados e protegidos, continua exigindo esforço e desprendimento dos Montanhistas,
   Com e evolução das técnicas de escalada, temos vias mais difíceis por lá, no entanto a aventura deste grupo é tida como principal história do montanhismo paranaense  e que certamente abriu  as portas para que milhares de pessoas repetissem este feito, ao longo de um século.
   Quanto mais você conhece o Marumbi, melhor passa a compreende-lo e o que parecia selvagem torna-se menos rude na medida em que vamos nos adaptando ao ambiente. Ao vermos fotos de pessoas no alto das montanhas, reparamos que todos tem um semblante de felicidade provocados pelo esplendor da beleza na vista exuberante da serra do mar.
   O  impacto da primeira observação que Joaquim Olympio teve em 1879 certamente tem a mesma intensidade dos olhares de todas as pessoas que chegam ao cume do Olimpo pela primeira vez. A rudeza desafiadora do caminho, a paisagem  magnífica e imponente das serras ao norte, a vista das baias de Antonina e Paranaguá e o imenso tapete verde ao nossos pés, chegam a encher nossos olhos de lágrimas simplesmente pela satisfação de estar lá.
   Neste trocadilho de pensamentos sobre a vida nos dias de hoje e antigamente, as diferenças são perceptíveis, no entanto não acreditando na evolução do sentimento humano podemos escalar o Olimpo, chegar no cume com os olhos fechados e abri-los, com a cabeça virada para Norte-Noroeste, pronto acabamos tendo a mesma visão do primeiro homem que chegou naquele lugar maravilhoso.
   Devaneios a parte, saudamos todos os Montanhistas Paranaenses com os votos da simplicidade herdados das gerações passadas, um legado que se mantêm preservado para as gerações futuras!

Curitiba, 21 de Agosto de 2014

Julio Nogueira


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BIG 500 2016 - Mais de 6000 metros em Rocha Escalados em 60 Dias no Morro do Anhangava!

Ao contrário do que muitos pensam, as crianças vão poder Pedalar, Caminhar e Escalar neste final de semana, mas tem que chegar BEM CEDO no Anhangava para aproveitar!

VEM AI BIG 1000 BRASIL 2017 - Apoio da CBME (Confederação Brasileira de Montanhismo e Escalada) e Federações Estaduais!